Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Prodetur + Turismo avaliza projetos estruturantes de Sergipe
Início do conteúdo da página

Prodetur + Turismo avaliza projetos estruturantes de Sergipe

Obras de infraestrutura e ações de promoção do turismo sergipano foram detalhadas durante o evento “Construindo o Turismo de Sergipe”, realizado em Aracaju

  • Publicado: Sexta, 29 de Março de 2019, 13h51
  • Última atualização em Sexta, 29 de Março de 2019, 13h52

Por Geraldo Gurgel


Coordenador-geral do MTur, Eduardo Madeira, entrega Selo Oficial +Turismo ao governador do estado de Sergipe, Belivaldo Chagas. Foto: Barbara Cardoso/Setur Sergipe

O Ministério do Turismo entregou nesta quinta-feira (28), em Aracaju, o Selo Oficial +Turismo para um amplo projeto de estruturação e promoção do turismo de Sergipe, orçado em R$ 800 milhões. O carimbo da Pasta garante à proposta do estado a tramitação prioritária do empréstimo junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O selo que acelera a análise do financiamento por meio do programa Prodetur + Turismo foi assinado pelo secretário nacional de Estruturação do Turismo, Robson Napier, e entregue ao governador do estado, Belivaldo Chagas, pelo coordenador-geral de Planejamento Territorial do Turismo do MTur, Eduardo Madeira, durante o evento “Construindo o Turismo de Sergipe”.

O governador destacou os benefícios do carimbo do MTur ao turismo local. “Quero agradecer a todos pelo empenho para que Sergipe avance no setor e falar da alegria de ser contemplado com este selo, uma declaração de prioridade que nos dá a possibilidade de receber recursos, a partir de projetos já elaborados e discutidos”, declarou o governador Belivaldo.

Os recursos serão aplicados em diversos municípios das cinco regiões turísticas de Sergipe. No Polo Costa dos Coqueirais, que abrange a capital e cidades litorâneas, e no Polo Velho Chico, que corresponde aos municípios turísticos do Baixo São Francisco, estão previstas obras como atracadouros, pontes, urbanização de orlas e pavimentação de acessos aos destinos e atrativos turísticos. Outras ações envolvem promoção e marketing, contemplando produtos turísticos de sol e praia, ecoturismo e turismo cultural das regiões turísticas de Tabuleiros, Serras Sergipanas e Sertão das Águas.


Coordenador-geral do MTur, Eduardo Madeira, faz palestra em Aracaju. Foto: Barbara Cardoso/Setur Sergipe 

PRODETUR + TURISMO - Em palestra aos gestores públicos e privados do turismo sergipano, Eduardo Madeira detalhou as diretrizes do programa Prodetur + Turismo e as linhas de créditos disponíveis para grandes investimentos em turismo no país. Ele também falou dos financiamentos para pequenos investidores e prestadores de serviços com recursos do Fugetur, através dos bancos regionais de desenvolvimento, como o Banco do Estado de Sergipe (BANESE). “Há toda uma rede de apoio aos municípios, no sentido de orientar empresários no acesso a recursos, na elaboração de projetos e no cadastramento dessas propostas”, pontuou.

O representante do MTur lembrou que o Plano de Desenvolvimento do Estado de Sergipe está comprometido com o turismo como um meio eficiente para diversificar a economia e aumentar a renda dos sergipanos por meio do emprego nas atividades e serviços turísticos. “Sergipe tem um grande potencial e pode se tornar um ícone do turismo na região Nordeste”, disse Madeira.

A coordenadora da Unidade de Coordenação do Prodetur, em Sergipe, Cristiana Fernandes, também ressaltou a importância do programa para o turismo local. “O estado de Sergipe identificou no setor do turismo uma alternativa viável para ajudar a diversificar a sua economia e aumentar a renda em municípios menos desenvolvidos, além de promover a inclusão social, através da capacidade que tem demonstrado para gerar emprego”, afirmou.

PRODETUR NACIONAL - Cristiana lembrou, ainda, que na primeira fase do programa, o Prodetur Nacional destinou recursos para Sergipe através do Banco Interamericano de Desenvolvimento. Hoje, 73% dos projetos já foram executados, contemplando cinco áreas: estratégia do produto turístico; estratégia de comercialização; fortalecimento institucional; infraestrutura e serviços básicos; e gestão ambiental. Ela destacou, ainda, entre outras obras, projetos de urbanização, construção de orlas, atracadouros e saneamento básico. Entre os destinos beneficiados estão Canindé do São Francisco, Aracaju e Itaporanga da D'Ajuda.

Edição: Vanessa Sampaio

registrado em:
Fim do conteúdo da página